Assuntos gerais

Mais cor na vida

Cores… elas estão por toda parte, nos rodeiam e interferem tanto na nossa forma de sentir e agir, sem que ao menos nos demos conta disso. Mesmo estando acostumados com frases do tipo: “Hoje está tudo azul” pra indicar que a pessoa está feliz e tranquila, ou ” estou verde de fome, ou vermelho de raiva” pra indicar um estado físico, “deu branco” pra esquecimento e a clássica ” a coisa tá preta” para a constatação de um problema sério. Sem esquecer da popular ” amizade colorida” indicando um relacionamento aberto e sem compromisso!

Pois é, elas estão mesmo dominando todos os aspectos da nossa vida e daria pra ficar falando horas sobre a influência das cores… Há muitos livros que tratam do assunto, restringindo a alguma área específica, porque realmente o assunto é vasto, e por acreditar que precisamos saber um mínimo da influência delas nas nossas emoções, é que resolvi separar um tempo pra nossa conversa.


Um arco-íris é um fenômeno óptico e meteorológico que separa a luz do sol em seu espectro contínuo quando o sol brilha sobre gotas de chuva. 

Pra começar, a cor que vemos é a impressão que a luz refletida ou absorvida pelos corpos produz nos olhos. a cor branca poderia ser definida como a união das sete cores do espectro, e o preto, a inexistência delas ou de luz. Os significados e as simbologias que as cores têm, podem variar bastante, de acordo com a cultura, usos e costumes, experiências adquiridas, etc. Mas o fato é que, cada uma delas tem sim, a capacidade de influenciar nossas atitudes e nosso estado de espírito, sendo assim muito útil saber ainda que superficialmente, como isso se dá, até porque o marketing tem se baseado na nossa resposta às cores pra fundamentar suas campanhas, posicionar marcas, atrair tipo específico de público etc.

Achei esse gráfico direto e muito explicativo.Veja a relação das marcas com seu público

A moda segue as mesmas idéias. Pessoas vestidas de tons sóbrios e cores escurasl, tendem a passar mais confiança. O mesmo não aconteceria se fosse um tom vibrante, que demonstra a jovialidade (relacionada tantas vezes a falta de experiência). Lembre-se, você se comunica com as pessoas que te vêem, mesmo antes de falar com elas. As cores escolhidas para o trabalho, passeio, uma reunião ou encontro, podem ser as responsáveis pelo sucesso ou não do evento!

Conjuntinhos ou terninho monocromático transmitem confiabilidade
A ousadia dos tons vibrantes, pode não favorecer no ambiente corporativo

A distribuição equilibrada das cores torna um ambiente atrativo

Não se trata de gostar ou não de determinada cor, mas sim à nossa resposta cerebral a determinado comprimento de onda. Tanto no marketing como em arquitetura, temos uma ferramenta bastante útil na hora de definir as harmonias que guiarão o projeto, baseado nos efeitos que queremos dar aos ambientes. O círculo cromático facilita a separação das cores frias e quentes, cores primárias, secundárias e terciarias e complementares e por ai vai.

Aquele velho conselho ” acrescente mais cor à sua vida” é realmente ótimo. Porque utilizar somente uma cor de preferência, ainda que ela seja agradável, pode ser um “tiro no pé”. Por exemplo, o branco que em geral, tem uma conotação de paz e tranquilidade, pode também passar frieza emocional se não for misturado a outras cores em seus subtons. O improvável pode vir a acontecer com o preto, que seria “duro” e “frio” mas que, acompanhado das peças certas e no estilo adequado, fica muito aconchegante!

Branco total tende para impessoalidade
Sempre clássico, o P&B tem austeridade e aconchego em suas nuances

Tendência atual na arquitetura de interiores, são as bem vindas candy colors! Que se traduzem pelo uso de várias cores em seus tons pastel. Sem contudo tornar o ambiente infantil ( o que aconteceria se usássemos cores primárias misturadas). As cores ditas “calmas” levam mesmo o cérebro a relaxar, os batimentos a estabilizarem e a respiração ficar mais tranquila. Para isso, tons de azul, verde e o lilás, também usualmente ligado à espiritualidade. Para o efeito oposto, vermelhos, laranjas e amarelos (este último responsável pelo estímulo cerebral, portanto bem vindo em ambientes criativos e de trabalho), que vão elevar os batimentos e servir de estímulo. Não esqueça os efeitos sobre a fome. Já reparou nas cores das lanchonetes?

Salinha gostosa pra ficar muito tempo relaxando, não acha?

Entendeu agora porque contemplar o mar te acalma, e porque entrar na lanchonete laranja te dá fome? Saber que o poder das cores é real pode te fazer pensar duas vezes antes de se aproximar ou se afastar de alguém. Use as informações para seu bem, e não seja mais manipulado pelo marketing que nos cerca. Saiba o que você gosta, o que te favorece, decore sua casa com a cor certa nos ambientes adequados (e pensar que já me deparei com quartos laranja!), e desfrute o melhor de uma vida bem colorida! Até o próximo post. :*

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s